Eu participo no Facebook
http://www.euparticipo.org/portugal/justiça/O-ensino-e-o-Direito
Sónia Oliveira Fernandes

justiça

O ensino e o Direito

Deveria ser obrigatório a existência de uma ou mais disciplinas, no ensino obrigatório, sobre os principios básicos de direito.
03 Setembro 2009
Se o estado é senhor para exigir o cumprimento da Lei, não podendo servir com atenuante o seu desconhecimento, então deveria ser obrigatório dar formação aos cidadãos para se estes saibam que regras estão obrigados a cumprir.
Se o Estado quer exigir o conhecimento tem de o facultar.
A desculpa que, todos nós temos uma noção do certo e errado, apenas é inteiramente válida quando falamos de crimes. É obvio que todos sabes que matar é errado, mas nem todos sabemos quais as regras   continuar a ler a proposta continuar a ler a proposta
Se o estado é senhor para exigir o cumprimento da Lei, não podendo servir com atenuante o seu desconhecimento, então deveria ser obrigatório dar formação aos cidadãos para se estes saibam que regras estão obrigados a cumprir.
Se o Estado quer exigir o conhecimento tem de o facultar.
A desculpa que, todos nós temos uma noção do certo e errado, apenas é inteiramente válida quando falamos de crimes. É obvio que todos sabes que matar é errado, mas nem todos sabemos quais as regras por exemplo de um contrato de trabalho ou de um contrato de arrendamento ou até mesmo de uma compra e venda.
Tal informação é fundamental para a boa a sã convivência em sociedade.
É dispispensavel fonecer esses conhecimentos incluindos no ensino obrigatório.

ver actualização ver actualização de dia 08 de Setembro de 2009, às 17h29

Note-se que esta formação sobre regras de direito, deve ser uma formação pratica e não uma formação teorica. Não faz sentido ver o Código ou decorrar o artigo tal do Código.
O que era importante era ensinar a saber lei "Direito" e interpretar regras a que todos estamos sujeitos.
É obvio que mais uma cadeira teórica não poderia ter o efeito que se pretende.

Alias, proponho ainda que nessas aulas existam visitas a estabelecimentos prisionais e Tribunais.

Mas ,sobre a forma de melhor transmitir estes conhecimentos somente um tecnico, ou seja um professor com formação pedagogica, poderá saber o que fazer. (Ver proposta "Nem todos sabem ensinar")
  • concordam

  • concordam 6

  • discordam

  • discordam 2

apoiantes da proposta

  • Rui Dias
  • soraia
  • Nuno Aer
  • Hugo Silva
  • Sonya Mestre
  • Paulo Ribeiro

comentários comentários

Concordo que o Direito deva ser mais abordado nos currículos escolares obrigatórios. Uma pessoa sai do ensino normal e fica a "anhar" quando pensa em comprar ou vender algo sujeito a "papeladas", abrir um negócio, etc. Sim, o Diário da República existe, mas nem continuar a ler o comentário
Concordo que o Direito deva ser mais abordado nos currículos escolares obrigatórios. Uma pessoa sai do ensino normal e fica a "anhar" quando pensa em comprar ou vender algo sujeito a "papeladas", abrir um negócio, etc. Sim, o Diário da República existe, mas nem toda a gente está a par da sua existência nem faz ideia de como e onde consultar.
Só não concordo que seja uma disciplina rígida que obrigue os alunos a decorar como se fosse uma lista de supermercado. Deveria estar integrado em algo do género da Formação Cívica em que os alunos são convidados a discutir e pensar nos temas.

Diana 04 Setembro 16h18

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
Ensinar regras, mas não se ensinar o contexto das mesmas ? Isso parece-me vagamente familiar..
Então e o Diário da Republica http://dre.pt/ serve para quê ?

Valter Grego 03 Setembro 15h41

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
Sou contra uma disciplina de Direito nos ensino obrigatório. Não consigo imaginar nada mais entediante. Concordo que existe a necessidade de discutir essa temática, mas acho que deve ser numa disciplina mais abrangente, mais dinâmica. Uma disciplina que possa abranger várias continuar a ler o comentário
Sou contra uma disciplina de Direito nos ensino obrigatório. Não consigo imaginar nada mais entediante.
Concordo que existe a necessidade de discutir essa temática, mas acho que deve ser numa disciplina mais abrangente, mais dinâmica.
Uma disciplina que possa abranger várias temáticas da actualidade, do dia-a-dia, que caiem fora do âmbito das outras disciplinas, e onde se poderia enquadrar algumas temáticas de Direito.
Uma disciplina que pudesse enquadrar os alunos sobre as temática do dia (caso Freeport, eleições, abuso sexual, desflorestação, cultura).

Jonas 03 Setembro 15h23

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
É realmente bizarro que tenhamos que cumprir uma lei que nunca nos foi ensinada. Tal como acontece no código da estrada, onde temos aulas para o aprender, talvez nesta situação também faça sentido algum esclarecimento na escola, que pode evitar graves problemas mais tarde, continuar a ler o comentário
É realmente bizarro que tenhamos que cumprir uma lei que nunca nos foi ensinada. Tal como acontece no código da estrada, onde temos aulas para o aprender, talvez nesta situação também faça sentido algum esclarecimento na escola, que pode evitar graves problemas mais tarde, com a entrada no mundo dos "adultos". Uma sociedade esclarecida...

Paulo Ribeiro 03 Setembro 15h04

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário

video euparticipo

youtube

Mais bicicletas nas cidades

Permitir que haja opção para quem quer deslocar-se de bicicleta dentro das cidades.