Eu participo no Facebook
http://www.euparticipo.org/portugal/outros/Legalizar-outras-actividades-profissionais
Ismael Guimarães

outros

Legalizar outras actividades profissionais

Os conceitos prostituição, alterne e drogas leves fazem parte da nossa sociedade, activamente.
02 Junho 2011
O que se pretende com esta minha participação é ver estas 3 actividades legalizadas.

A legalização da prostituição e do alterne permitiria eliminar o tráfico humano usado neste tipo de actividades, bem como, levar as pessoas envolvidas nestas actividades a fazer os devidos exames médicos para despiste de doenças transmissíveis, sexualmente ou não. Para além disso, entrariam proveniente desta actividade profissional muitos milhões de euros que todos os anos circulam neste   continuar a ler a proposta continuar a ler a proposta
O que se pretende com esta minha participação é ver estas 3 actividades legalizadas.

A legalização da prostituição e do alterne permitiria eliminar o tráfico humano usado neste tipo de actividades, bem como, levar as pessoas envolvidas nestas actividades a fazer os devidos exames médicos para despiste de doenças transmissíveis, sexualmente ou não. Para além disso, entrariam proveniente desta actividade profissional muitos milhões de euros que todos os anos circulam neste mundo.

Podemos juntar aqui a maior fiscalização sobre todos espaços de lazer, tanto nocturnos como diurnos (cafés, restaurantes, bares e discotecas).

Em relação às drogas leves, penso que deveriam ser criados espaços de venda próprios onde se encontrariam enfermeiros e outros técnicos que venderiam essas drogas apenas a pessoas maior de idade. A selecção das pessoas teria que ser pensada pelos técnicos para perceber as regras a impor.
  • concordam

  • concordam 5

  • discordam

  • discordam 1

apoiantes da proposta

  • Tiago Carmo
  • Samuel
  • Ricardo Araújo
  • Tiago Almeida
  • Micael Sousa

comentários comentários

O caso é que são duas propostas que estão interligadas devido aos impostos que ambas podem gerar, eliminando alguns dos gastos actuais existentes na luta contra a sua ilegalidade, bem como, aumento fácil do controlo de saúde pública.

Ismael Guimarães 08 Novembro 20h36

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
Estas propostas são de 2009 e não levaram a nada. Temos que atualizar os temas ou vamos ficar a viver do passado? Quanto ao serem temas distintos, até são, contudo são 2 temas ilegais que preconizo que devam se tornar legais. Agora, acho que devem ser debatidas em particular, continuar a ler o comentário
Estas propostas são de 2009 e não levaram a nada. Temos que atualizar os temas ou vamos ficar a viver do passado?

Quanto ao serem temas distintos, até são, contudo são 2 temas ilegais que preconizo que devam se tornar legais. Agora, acho que devem ser debatidas em particular, sim, mas creio que isso diz respeito àqueles que ganham para pensar as coisas. Nós, o povo apenas pode e deve contribuir com boas ideias e essa creio que dei. Pegar impostos destas duas situações poderá ser uma forma de fugir à crise que vivemos em Portugal.

Ismael Guimarães 20 Junho 15h40

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
Acho que a junção das duas actividades (prostituição e droga) na mesma proposta é negativa, uma vez que são duas situações completamente distintas e que devem ser tratadas de forma diferente. Já existem inclusivamente duas propostas no Eu Participo, no que continuar a ler o comentário
Acho que a junção das duas actividades (prostituição e droga) na mesma proposta é negativa, uma vez que são duas situações completamente distintas e que devem ser tratadas de forma diferente.

Já existem inclusivamente duas propostas no Eu Participo, no que diz respeito à prostituição.
http://www.euparticipo.org/portugal/justica/Legalizacao-da-prostituicao e http://www.euparticipo.org/portugal/outros/LEGALIZACAO-DA-PROSTITUICAO2

Paulo Ribeiro 20 Junho 15h31

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário

video euparticipo

youtube

E se aderíssemos aos partidos em que votamos?

Em democracia, a qualidade dos partidos e seus poíticos depende dos cidadãos, das suas escolhas e intervenção dentro dos partidos.