Eu participo no Facebook
http://www.euparticipo.org/portugal/economia/IA-IVA-Nao-Obrigado
Fernando Campus

economia

IA + IVA! Não Obrigado!

O mercado automóvel continua caro, com preços acima da média europeia! temos 2 impostos para o mesmo carro!
29 Agosto 2009
Para quem necessita de comprar um carro novo!

Acabar de uma vez por todas com a ilegalidade da dupla tributação nos veiculos automóveis!

O IA + IVA é ilegal! Tem que acabar!....será desta?

Pagamos pelo mesmo carro, por vezes 3 a 5 vezes mais do que em Espanha!
Isto tem que acabar!

Será que sou o único português a pensar assim!?

Em último caso autorizem a compra de veiculos em Espanha, mas com residência em Portugal!
A questão ficava logo   continuar a ler a proposta continuar a ler a proposta
Para quem necessita de comprar um carro novo!

Acabar de uma vez por todas com a ilegalidade da dupla tributação nos veiculos automóveis!

O IA + IVA é ilegal! Tem que acabar!....será desta?

Pagamos pelo mesmo carro, por vezes 3 a 5 vezes mais do que em Espanha!
Isto tem que acabar!

Será que sou o único português a pensar assim!?

Em último caso autorizem a compra de veiculos em Espanha, mas com residência em Portugal!
A questão ficava logo resolvida!
  • concordam

  • concordam 23

  • discordam

  • discordam 3

apoiantes da proposta

  • Nuno Oliveira
  • Lara Ferrreira
  • Ocr
  • Alberto Mota
  • Cristina Ferreira
  • J.Pereira
  • Manuel Pintor
  • António G.
  • ver mais apoiantes

comentários comentários

Os carros não são bens essenciais... principalmente aqueles a que se deve estar a referir na queixa.

Tiago Almeida 16 Outubro 23h56

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
Sei que não é uma carro que todos possam comprar, mas recentemente comprarei preços de automóveis em revistas da especialidade portuguesas e espanholas e houve uma diferença de preço que me chamou bastante à atenção... BMW X6 M: Portugal - €161.000 / continuar a ler o comentário
Sei que não é uma carro que todos possam comprar, mas recentemente comprarei preços de automóveis em revistas da especialidade portuguesas e espanholas e houve uma diferença de preço que me chamou bastante à atenção...
BMW X6 M: Portugal - €161.000 / Espanha - €102.000.
São só €59.000 de diferença...

Bruno Pinho 02 Setembro 3h50

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
É capaz de ser uma proporção um tanto ou quanto 'desproporcionada', mas a diferença de valores não deixa de ser considerável. Mas não é só isso. Além desses dois impostos temos o imposto único de circulação automóvel. Enquanto continuar a ler o comentário
É capaz de ser uma proporção um tanto ou quanto 'desproporcionada', mas a diferença de valores não deixa de ser considerável. Mas não é só isso.
Além desses dois impostos temos o imposto único de circulação automóvel.
Enquanto algumas verdadeiras sucatas ambulantes, que o mais certo é não terem revisões feitas, emitem mais fumos que chaminés de fábricas andam a circular por essas estradas foras e pagam uma quantia irrisória do antigo "Selo Automóvel", quem compra carro novo (que têm a obrigação de emitirem menos CO2 ) pagam valores exorbitantes.

Tânia Araújo 01 Setembro 8h52

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
"Pagamos pelo mesmo carro, por vezes 3 a 5 vezes mais do que em Espanha!"

Esta afirmação estão "um pouco" empolada... pelo menos para a gama de carros que eu posso comprar.

Hugo Silva 31 Agosto 9h27

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário
Realmente é inacreditável como uma situação desta se pode manter durante tantos anos. E como é que Bruxelas permite que Portugal ignore por completo as repetidas advertências que fez relativamente sobre este assunto. Se bem me lembro, chegou a existir uma decisão de continuar a ler o comentário
Realmente é inacreditável como uma situação desta se pode manter durante tantos anos. E como é que Bruxelas permite que Portugal ignore por completo as repetidas advertências que fez relativamente sobre este assunto. Se bem me lembro, chegou a existir uma decisão de obrigar o governo a devolver o imposto cobrado em excesso nos últimos anos.

Jonas 29 Agosto 21h37

  • comentário interessante
    comentário desconstrutivo
    comentário inapropriado
    apagar comentário

video euparticipo

youtube